IMG_1081

Na semana passada o Edilson se despediu do Grêmio e se transferiu para o Cruzeiro, e pra mim essa transferência tem todos os elementos que explicam o modus operandi atual do futebol brasileiro e a consequente nhaca que vemos nos campos.

Edilson tinha contrato com o Grêmio e a multa rescisória girava na casa dos trinta milhões de reais. Mas o que fazem os clubes brasileiros? Eles aliciam os jogadores que querem, oferecendo salários de 450 mil reais por mês num contrato de 3 anos para um lateral de 31 anos, para que ele pressione o clube com que tem contrato a abrir mão da multa e sair do jeito que for melhor pra ele e pro clube aliciador e contratante. Os termos do contrato com o clube atual são sempre colocados de lado.

Depois só se vê clube reclamando que jogador é tudo mercenário e traíra. Mas quem alicia? Quem oferece a oportunidade para que isso aconteça?

O Cruzeiro, que é um clube que estava até dezembro com 3 meses de salários atrasados, contratou, além de Edilson, o atacante Fred, um medalhão que vai custar ao clube quase um milhão por mês. E porque ele custa tudo isso? Porque centro avante brasileiro não fica mais aqui nos seus 10 anos mais produtivos – entre 20 e 30 anos – a menos que seja uma naba. Os clubes europeus levam.

O problema é que não é só o Cruzeiro que faz isso. Todos fazem. E o resultado de gestão irresponsável + aliciamento generalizado + clubes europeus levando tudo que tenha menos de 30 anos e não seja medíocre é clubes endividados e sem $ pra contratar ou manter bons jogadores + times com jogadores ganhando muito acima do futebol que jogam + campeonatos e jogos horrorosos.

Que futuro tem o futebol brasileiro se seguir desse jeito?

O Grêmio tem hoje uma gestão mais responsável e comprometida com o futuro do que a média brasileira. Mas ganhamos os títulos em 2016 e 2017 com um time jovem, com muitos jogadores importantes vindos das categorias de base. A valorização que o penta da Copa do Brasil e o tri da Libertadores trouxeram já ameaça a continuidade da qualidade da equipe e da política de equilíbrio financeiro do clube.

Não sei como vai ser o futuro próximo do tricolor nesse cenário, mas torço pra que consiga se manter fora dessa roda que destrói e diminui o futebol brasileiro cada ano mais. O futuro de times como o Cruzeiro é mais fácil de prever, porque fomos como eles até bem pouco tempo atrás, e os resultados a gente aguentou por longos 15 anos.

Vamu, vamu, tricolor! 🇪🇪💙⚽️

PS: obrigada por tudo, Edilson! Mas desejo que tu e o time todo das Marias se dê muito mal em 2018.