“45 do segundo tempo. Lanús 1×0. Grêmio socando eles e a bola não entra no gol de jeito nenhum! Cruzamento da intermediária, Jael sobe mais do que todo mundo, desvia a trajetória da bola encobrindo o Andrada.

GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOLLLLLLLLL!!!

Descontrole formado!

Grohe grita ajoelhado chorando. Cortês corre até desmaiar. Renato chuta um policial em cima de uma garrafa de água. Luan entra no gramado de carro com IPVA atrasado. Edilson capota a ambulância com um soco. Tcheco entra em campo por cima do estádio pendurado num drone. Fernandinho desalinha a simetria perfeita da barba dele de tanto gritar. Everton transa com a Mônica no meio do campo. Bressan comemora jogando tortéi pra torcida. Kanneman entra em campo e se envolve numa briga com os cachorros da polícia. Arthur abraça seu pai Homer Simpson.

Quando, de repente, Jael aponta o dedo pra torcida e manda alguém anotar o gol num caderninho. O estádio pára, a festa pausa. Kannemann pára de mastigar as placas de patrocínio, Geromel pára de curar leprosos, Luan pára de fazer cavalo de pau. Renato olha fixo nos olhos do Jael. Jael olha fixo para Renato. Renato diz “eu já sabia”.

Jael põe a mão no pescoço como se fosse tirar uma máscara, tipo Missão Impossível. Então ele tira a máscara! E esse gesto do caderninho todos os gremistas conhecem.

Jael era na verdade ninguém menos que Magic Rocha, que voltou pra nos dar o tri!”

……….

Esse texto foi retirado do Grupaum do Grêmio no Facebook, que reúne gente tão gremista e tão nervosa quanto eu, que vai passar o dia e a noite alentando como nunca, pq é hoje, meus amigos!

Planeta, pode esperar, que a tua hora chegou!

Vamu, vamu tricolor!!! Vem ni mim, tri! 💙🇪🇪👊🏻