Alguém por aqui é “das antigas”, noivas lá pelos idos de 2014? E alguém por aqui esteve no Happy da Gabi, evento que a gente fez lá no Laghetto Viverone, aquele hotel lindo do Moinhos de Vento? God, sempre que retorno aos locais onde a gente fez eventos do blog me dá uma saudade master daqueles tantos (tanta saudade que por isso estou com tanto evento do blog na manga, mas tantos, e todos tão variados e cheios de coisas legais, que se eu fosse a senhora ou senhorita, não tirava os olhos das minhas redes sociais para acompanhar tudo).

Pois eis que na semana passada retornei ao Laghetto para rever os espaços de eventos onde fizemos o Happy da Gabi e conversar com os gestores do hotel. Nosso papo foi no restaurante do hotel, que fica na casa tombada que dá acesso ao Laghetto. Não sei se vocês conhecem a estrutura de lá, mas o hotel é mega moderno, mas a entrada é por uma casa antiga clássica do Moinhos de Vento que foi toda reformada (mas respeitando seus aspectos tradicionais).

Essa fachada: amor puro! Nessa casa ficam a recepção, o bar, o restaurante e áreas de convivência. Os quartos ficam no prédio de trás (vocês podem espiar o prédio moderno com janelões logo atrás da casa. É onde fica a famosa piscina no terraço).

Esse é o bar, onde rolam vários encontros de madrinhas e padrinhos de casamento, despedidas de solteiros e aniversários (dá para locar só esse espaço).

E esse é o restaurante onde nós almoçamos. Rola uma dica: se aparecer por lá, peça de sobremesa as bananas flambadas com sorvete de côco. De comer rezando!

Lá nesse papo o pessoal do Laghetto Viverone comentou sobre o almoço especial de Dia das Mães que estão preparando para este domingo e o jantar de Dia dos Namorados. Como tudo é lindo, bem feito, tem estacionamento, a comida é fantástica e o atendimento é muito gentil, me sinto super de boas para recomendar. O almoço de Dia das Mães vai contar com 8 opções de saladas, 8 opções de pratos quentes e 6 opções de sobremesas. Ainda tem como fazer reserva clicando aqui.

Só não vou porque já é tradição lá em casa o almoço da Dona Nelma. Que faz tanta comida que mal cabe na mesa. Sério, vocês não tem noção! A gente diz que é o “dia de engorda dos porquinhos”.