Trabalho com marketing digital há 8 anos tenho uma empresa de smart solutions em mídias sociais para pequenas e médias empresas.Trocando em miúdos: eu ajudo empresários e empreendedores a fazerem o melhor uso das redes sociais para promover um negócio ou serviço. Por estar nesse business, vira e mexe as pessoas – especialmente lá no meu Facebook – me pedem dicas. E às vezes são dicas bem básicas, fruto de alguma dúvida que está rolando na hora de criar, abastecer ou fazer essa rede funcionar para alavancar negócios.

Já fiz um live no Facebook ensinando a promover postagens no Facebook (patrocinar, sabe?) e Skypes com empreendedores analisando o negócio deles e dando dicas (tudo free). Como a galera curtiu e pediu mais pitacos, abro aqui no blog um espacinho pra essas dicas simples, mas que fazem a diferença. Sei que nem todo mundo tem grana para pagar uma empresa que faça esse diagnóstico e que, muitas vezes, é o próprio empresário, funcionário ou alguém da família que fica com essa parte. E nem sempre essas pessoas entendem alguns macetes, por isso que vão passar por aqui respostas para as questões que chegam para mim com mais frequência.

Precisa de help com alguma dúvida específica? Manda a pergunta para gabi@gabichanas.com que, aos poucos, eu crio postagens aqui respondendo. Fechou? Abro esse espaço com uma das perguntas mais frequentes:

A minha empresa precisa ter perfis em todas as redes sociais que existem nesse planeta?

Uma concepção bem equivocada que muitas pessoas têm, é que um negócio precisa estar em todas mídias sociais. Não é bem assim. Cada rede tem um propósito, um estilo. E nem sempre ela casa com o negócio que você tem. Pior: muitas vezes, atrapalha. Vamos pegar o Instagram, por exemplo. É uma rede social visual, pra postar fotos. Não é uma rede de textão (jamais nessa vida faça um texto no bloco de notas e um print da tela para postar no Instagram). Também não é uma rede de “clique aqui pra comprar”. A legenda das fotos do Instagram não “dá link”, como a gente costuma dizer. Se quiser que alguém vá até o site da sua loja, precisa pedir que as pessoas cliquem lá no link que está no seu perfil. Imagina aí: se você quer que as pessoas comprem algo específico e joga elas para o link da home da empresa, elas terão que vasculhar a página em busca dele. A regra básica é sempre descomplicar.

Nos meus cursos eu costumo dar o exemplo da sorveteria gourmet x uma ferragem. A sorveteria rende fotos incríveis, dá pra imaginar. Faz todo sentido usar o Instagram! Mas, e a ferragem? Vale a pena criar um perfil para postar fotos de martelos, canos e pregos? Não faz.

Outro ponto importante a ser considerado: você tem braço pra responder todas as pessoas que falam com você em todas as redes sociais que criou? Deixar um comentário sem resposta é tiro no pé. Se você não consegue monitorar tudo diariamente, pode ter problemas. Imagina se alguém deixa um comentário negativo sobre o seu negócio e você não vê. Ele fica lá brilhando na sua rede social e deixando uma má impressão para quem acessou e viu que o pobrezinho está lá há dias e ninguém se prestou a responder. Dá para dar um cenário ainda mais escabroso? Enquanto aquele comentário negativo está lá, outras pessoas podem responder concordando com a reclamação. Isso vira uma bola de neve bem complicada de administrar.

Mais uma: rede social pede atualização. E o volume de novas postagens vai depender do seu negócio. Nem sempre a gente tem novidades pra postar todo dia. Mas não é por isso que você vai deixar sua rede sem atualização por um mês. Lembra aí: o comportamento do consumidor mudou. Se antes a gente pesquisava sobre um serviço ou produto no Google ou no site da empresa, hoje todo mundo dá uma olhadinha nos perfis de redes sociais. Se você abriu conta em uma rede, tem que ficar de olho nisso pra não passar a impressão errada.

Algumas dicas básicas de Instagram:

  • Nem precisa dizer, né? Use apenas hashtags que tenham a ver com seu negócio. Nada de postar a foto de um vestido lindo que acabou de chegar usando #dogs, que é uma das # mais usadas no IG. As hashtags de Instagram servem para compilar conteúdos específicos. Quem vai para o Insta e procura por #dogs quer ver fotos de cachorros fofos. Usar # que não sejam relacionadas ao que você postou é enganação.
  • Não sabe bem quais hashtags são legais de usar? Existem ferramentas para se inspirar. Gosto do site TagsForLikes. Você digita o que está mostrando na imagem e ele lhe dá uma lista de # que têm a ver com o produto ou serviço e que são populares. Mas volte ao item anterior e lembre: use apenas as que têm relação com o que está na imagem. E, please, não carregue uma publicação com milhares de #. Fica feio, visualmente, e enche a paciência de quem está rolando a timeline.
  • A legenda da sua foto não pode ser um textão de 20 linhas. Precisa ser curta e direta. Em tempos em que a gente, enquanto “usuário pessoa física”, consome muito conteúdo em mil redes, falta paciência para ler legendas enormes.